Make your own free website on Tripod.com

Home

18 de Janeiro de 2003

DEZ RISCOS NA IMPLANTAÇÃO DO BALANCED SCORECARD

Lauro Jorge Prado
Série Estratégia

A implantação do Balanced Scorecard requer antes de tudo que a empresa busque o consenso e clareza para traduzir a missão e a estratégia de negócios em medida operacionais que derivem em resultados. Abaixo listo algumas observações a serem seguidas para que o sucesso seja alcançado.


1 - APOIO DA ALTA DIREÇÃO

Apoio da alta direção, uma vez que se há a pré-disposição de implantar o modelo e vem com o aval de um sponsor, tem uma grande chance de dar certo. Caso não haja apoio, ou o apoio seja parcial, o modelo terá vida curta.


2 - FUGA DA REALIDADE

Risco inerente da fuga de realidade, onde a visão e missão não estão ligadas com os objetivos, metas e indicadores. Risco de adoção de visão estratégica irreal. Pois para o Balanced Scorecard o conjunto de indicadores financeiros e não financeiros são articulados com a visão e a estratégia


3 - MEDIÇÃO

Risco relativo à medição. Todos os indicadores definidos devem ser facilmente medidos e agilmente divulgados. Não se pode gerenciar aquilo que não se pode medir.


4 - RESPONSABILIDADE

Risco referente à responsabilidade. Todas as ações têm o seu responsável, que deverá agir reposicionando para a estratégia.


5 - CULTURAL

Risco da cultura empresarial. Este é um risco comum, você indicar a implantação do Balanced Scorecard sem rever o formato cultural de sua empresa. O Balanced Scorecard é para toda empresa, não para a minoria ou alguma divisão somente.


6 - COMUNICAÇÃO

Risco da comunicação mal feita. O Balanced Scorecard deve ter ampla e irrestrita divulgação, mesmo quando os números não sejam favoráveis.


7 - FEEDBACK

Risco do Feedback. Não há retorno sobre as ações ou sobre o efeito dos indicadores, levando as pessoas à não mais de envolverem no processo contínuo que requer o Balanced Scorecard. O Feedback proporciona a aprendizagem.


8 - CONJUNTURAL

Falta de consenso, organização, pontualidade, materialidade, identidade, realidade, etc


9 - TECNOLOGIA

Risco de achar que um sistema baseado em computador resolve tudo, esquecendo-se que às vezes um simples procedimento é a solução.


10 - FATOR HUMANO

Risco humano: Uma única palavra resume o sucesso para implantação do Balanced Scorecard - A T I T U D E!

LAURO JORGE PRADO
Pós-graduado em Controladoria e Finanças e em Planejamento e Gestão de Negócios e com especialização em Gestão Empresarial.
Chefe da Divisão de Planejamento Econômico e Financeiro da Norske Skog Pisa. Atua nas áreas de Contabilidade, Custos, Orçamento, Investimentos e Planejamento Estratégico.
É instrutor free-lance nas disciplinas de finanças (custos, orçamento, planejamento, marketing, etc).
É professor do Curso Pós-médio: Gestão Empreenderora nas disciplinas: Finanças e Planejamento Estratégico
É pesquisador nas áreas de planejamento estratégico e custos.
É consultor nas áreas de custos, orçamento e planejamento estratégico
Autor do e-Book Guia de Custos e do e-Book Guia Balanced Scorecard
Mantém o site: http://lauroprado.tripod.com/ezine/ - Site LJP e-Zine A Revista Eletrônica da Gestão

By Lauro