Make your own free website on Tripod.com
Serie Empresarial

Home

Serie Empresarial
e-Zine da Gestão


A e-Zine sobre Gestao Empresarial

temp

22 de Março de 2001
Lauro Jorge Prado

"Business Plan"

Se você um dia sonhou em ter um negócio próprio, provavelmente você deve ter desenhado como seria sua empresa em seu pensamento. Então o que tal por isto no papel?
O que falta para a maioria das pessoas é exatamente colocar seu sonho de negócio em forma de um plano de negócio.
Um plano de negócio é um documento que criamos para tornar real a idéia levando em consideração todos os detalhes que terão impacto no startup, na operação e na administração do negócio. Empresários competentes planejam para entender e saber quais são suas chances para obter sucesso com o novo empreendimento.
Há casos de empresarios que obtiveram sucesso sem ter plano formal, porém o sucesso seria certamente maior se tivessem elaborado um plano por escrito.
Mesmo que você já tenha uma empresa e informalmente já tenha um plano de negócio, está na hora de confirmar a viabilidade através de um planejamento, criando um plano escrito que seja o veículo da sua idéia, que possa ajudar a estabelecer de forma profissional a administração de seu empreendimento.
Um plano deve tratar do aspecto de seu negócio, dos produtos, impacto financeiro e de assuntos operacionais.

O que um Plano de Negócio pode fazer por você?

Muitos pensam que a razão de escrever um plano é especificamente para convencer e prover apoio financeiro para o empreendedor, para bancos e para potenciais investidores. Esta é uma visão míope. Desenvolver um bom plano de negócios vai além, pois servirá também como uma ferramenta importante na administração, é um documento de instrução para traduzir sua idéia em um negócio lucrativo.

É bom lembrar que não existem planos iguais, há varias considerações fundamentais que fazem parte de cada negócio, isto quer dizer você não deve copiar um plano mesmo que seja de negócio idêntico.

Quando é necessário um Plano de Negócio?

Quando você for abrir um novo negócio
Quando o negócio atual está em crescimento
Quando você for introduzir um novo produto
Quando você for entrar em um novo mercado
Quando você for adquirir um novo negócio ou uma franquia
Quando você for realizar uma fusão
Etc.

Quais são os benefícios de um Plano de Negócios?

A escrituração de um plano pode lhe ajudar a organizar a sua empresa, pode indicar a necessidade de expansão, mudança de produto e até lhe indicar que o processo de marketing está inadequado.
Fazer um plano de Negócio é aumentar a chance de obter sucesso, mais especificamente um plano pode ser:

Um verificador da realidade: Quando você consegue constatar que suas idéias se realizaram.
É um currículo do seu negócio: Será muito útil quando for negociar com investidores, agentes financeiros, vendedores, empregados e clientes.
É um cronograma para a operação: Ajuda a coordenar todas as atividades de seu negócio.
É uma ferramenta de modelagem: Ajuda a avaliar as variáveis que afetam seu negócio, ajuda você a lidar melhor com situações que podem surgir com mudanças de condições internas e externas.
É o indicador do progresso de seu negócio.
É o ponto de partida para planejar o futuro.

Como escrever um Plano de Negócio?

Escrever um plano empresarial exige que você traduza a sua idéia de como dirigir seu negócio para um formato que será lei para a condução de seu negócio, para suas expectativas e para seu público alvo. Você deve examinar algum pontos antes de escrever seu plano:

Público alvo.
Para quem você está escrevendo? Dependendo para quem você esteja direcionando o plano vai determinar o nível de detalhe e aprofundamento. Por exemplo: se você está escrevendo para fins de obter financiamento através de instituição financeira a característica principal do plano será a de ter um forte impacto para o desempenho financeiro.

Horizonte de planejamento.
Quantos anos abrangerão seu plano?

Tipo de negócio.
Qual é o tipo de negócio que sua empresa atuará? Serviços, produção, vendas, produtos e serviços. A definição do tipo de negócio influirá muito na forma final de seu plano.

Fonte de informação.
Quais são as informações que estão disponíveis para você criar seu plano? Como você pode reduzir o tempo e esforços para analisar a sua idéia de negócio.

Outras suposições.
Como você obterá sucesso baseado em condições internas e externas de seu negócio para realizar previsões razoáveis sobre o futuro.

Elementos a considerar no plano de negócios

Um plano de negócios é separado em partes ou seções. Cada um deles são propósitos particulares na apresentação global de seu plano.
A lista abaixo descreve brevemente cada uma das partes ou categorias de documentos do plano. São apresentados na ordem em que normalmente aparecem num plano tradicional. Porém não há um rigor em manter essa ordem, tudo vai depender da natureza do seu plano.

Um plano deve no mínimo conter os seguintes componentes:

Apresentação.

Um plano empresarial é um documento direcionado para um público alvo que terá algumas expectativas com respeito ao estilo e ao conteúdo. Da mesa forma que um professor espera que você faça um trabalho respeitando certos padrões, as pessoas olharão seu plano empresarial também da mesma maneira.

Algumas considerações básicas relativo ao formato e a apresentação:

Imprima em papel de qualidade usando somente um lado do papel

Coloque uma capa com logotipo, missão da empresa ou informações de identificação. Inclua também nome da pessoa para contato.

Use um tipo letra com um tamanho de fonte que evite a fadiga de que estiver lendo. Ex.: Espaço duplo, fonte 12 e tipo Arial.

Mantenha bordas razoáveis. Ex.: Superior 3 cm, esquerda 3 cm, direira 2 cm e inferior 1.5 cm.

Se o público é internacional providencie que seu plano seja traduzido para a língua específica.

Numere as páginas e certifique que os números estão refletidos corretamente no índice.

Mantenha o plano curto e conciso. Limite a inclusão de material estranho. Caso especiais use a seção do apêndice. Apesar de não haver limite de páginas ideal, é interessante que não exceda 25 a 30 páginas.

Inclua exemplos de anúncios e propagandas e qualquer outra informação que ajude na apresentação de seu plano.

Faça uma revisão cuidadosa. Verifique erros gramaticais e de concordância.

Capriche no formato e na apresentação, porém não exagere, lembre-se que capa não pode se sobressair sobre o conteúdo. Evite porém parecer pobre ou malfeito.

Primeira página e índice.

Eles identificam o seu negócio e facilitam aos leitores para acharem e examinarem o seu plano empresarial.

Tenha uma primeira página que construa a identidade onde as pessoas reconheçam e lembre o que é o seu negócio.

Coloque também toda a informação de identificação habitual e apropriada do seu negócio, incluindo endereço profissional, número de telefone, fax, e-mail, web site e etc. Também coloque a data que seu plano foi preparado e período que cobre, coloque o nome da pessoa que será o contato para dirimir dúvidas.

O índice deve ser claro e simples para conduzir o leitor rapidamente a cada seção do plano. Certifique que os números das páginas estão sincronizado com o índice
.

Resumo Executivo.

É sem sombra de dúvida a parte mais importante do seu documento. Em poucas linhas você terá que contar e enfatizar todo o conteúdo de seu plano. Mais do que isto o resumo deve ser um convite ao leitor a comprar a sua idéia antes mesmo de ler o documento completo.

O resumo enfatiza os fatores que farão do negócio um sucesso
Deverá espelhar a realidade de suas idéias, passar credibilidade e excitação a quem ler
Deverá designar a missão ou a declaração de intenção da empresa.

Descrição do Negócio.

Esta seção apresenta a sua empresa com informações específicas, descreve a organização, história e os produtos e serviços de seu empreendimento.

Aqui você deve concentrar somente informações características do seu negócio em particular.
Deve descrever a entidade empresarial e sua operação geral; o produto ou serviço que seu negócio exercerá; suas instalações e sobre o pessoal de sua organização.

Plano de Marketing.

Apresenta uma análise das condições de mercado, estabelece a estratégia de marketing a ser adotada e estabelece um cronograma detalhado de ações de marketing.
Aqui você estará transformando suas idéias em realidade;
Devemos separar o plano em quatro tópicos principais:

Produto: Que bem ou serviço que seu negócio oferecerá? Como seu produto e serviço será importante para o cliente frente aos concorrentes? Por que as pessoas comprarão o seu produto?
Preço: Quanto você poderá cobrar? Como você equilibrará o volume de vendas e a maximização de lucros?
Promoção: Como seu produto ou serviço se posicionará no mercado? Seu produto terá imagem vendedora com preço competitivo? Que tipo de propaganda usará? Como o produto será embalado? Etc.
Local: Quais os canais de vendas que você usará? Você venderá através de telefone ou seu produto será comercializado no varejo?

O plano de Marketing deverá conter uma série de análise, vejamos:

Análise de Mercado - Avalia o ambiente de mercado onde você compete, identifica seus concorrentes(ameaças e oportunidade) e deve tem uma análise de micro ambiente (forças e fraquezas), identificando e quantificando suas ações e seu mercado alvo.
Análise de Marketing - Explica como você diferenciará seu negócio dos negócios de seus concorrentes, preparando seu negócio para fazer com que os clientes comprem de você.
Planos de Vendas - Especifica a natureza e compõem as atividades de propagandas e promoções e outras atividades que apoiarão seus objetivos de vendas.

Plano de Ação.

Detalha como serão operacionalizados e solucionados as suas estratégias de condução de negócios, incluindo um plano de contingências.

O Plano de Ação explica como você operará e administrará o seu negócio. Ele também organiza as atividades que nortearam o plano, tais como:

Como serão contratados empregados necessários a condução do plano;
Necessidade de materiais e de capital;
Planejamento de produção;
Atendimento ao consumidor e pós-venda;

Plano Financeiro.

Esta é também uma seção importante. Suas projeções financeiras devem demonstrar como estará ou o que se espera alcançar com seu empreendimento se as propostas do seu plano forem implementadas.
Para demonstrar que tudo o que você escreveu sobre o seu plano faz sentido, você precisa incluir um plano financeiro de longo prazo. Um investidor em capital de risco pode se interessar pelo conceito e pelo modelo de seu negócio, porém um banco certamente preferirá ver as demonstrações financeiras.

Você deve incluir um balanço listando os seus ativos(aquilo que possuí: imobilizado, contas a receber, disponibilidade, etc.), passivos(o que tem a pagar: empréstimos, contas a pagar, impostos a pagar, etc.) e patrimônio líquido(igual a diferença entre o ativo e passivo: inclui o capital social, reservas e resultados).

Você deve incluir também uma previsão de fluxo de caixa, que permitirá provar a capacidade de geração de valor, cobrindo os custos operacionais, pagando impostos e investimentos e acima de tudo criar valor para o capital investido.

Deve também incluir um demonstrativo de resultados(Lucros e Perdas), detalhando as Receitas, Custos e Despesas Operacionais do seu negócio.

Identifique tendências desfavoráveis em suas operações de negócio (por exemplo, a formação ou aumento de estoque ou contas a receber) antes que a situação fique crítica.

Monitore seu fluxo monetário em uma base oportuna, e identifique se está precisando de financiamento.

Monitore os indicadores importantes de saúde financeira (por exemplo, relações de liquidez, relações de eficiência, relações de rentabilidade, e relações de solvência).

Monitore aumentos periódicos e diminuições de patrimônio (especificamente, dos donos ou acionistas: patrimônio líquido).

Limitações das demonstrações financeiras.
Lembre de que suas demonstrações financeiras são só um ponto de partida para análise. Números individuais não são bons ou ruins -você pode ter que mostrar o que existe atrás de qualquer número.

Apêndice

Nesta seção apresentamos os documentos de suporte, análise estatísticas, pesquisa, memória de cálculo, etc.

Aqui deve ser listado ou comentado todo o material que deu suporte ao plano e que pode ser útil a alguém que for ler o plano. Por exemplo aqui você pode colocar as tabelas com pesquisas de mercado, pesquisas com o pessoal interno da empresa, etc. Só coloque no apêndice os materiais que você acreditar que realmente agregue algum valor ao plano.

Conclusão

Este artigo tem a pretenção de oferecer informações para ajudar os gerentes e os donos de empresas a definir, criar e escrever um completo e profissional plano empresarial, que servirá como guia para a empresa e um documento do seu negócio.
É importante sempre considerar o uso de novas tecnologias, tanto para compor o plano, como em seu empreendimento.
Sugiro também a leitura dos seguintes artigos publicados nesta e-Zine:
Um Modelo para a Estratégia, O que é a Estratégia?, Planejamento=Sucesso, Planejador Financeiro.

Mãos à obra e boa sorte!

Fontes de Consulta:
Danton, Gian. Manual de Redação Científica, Virtual Books, 2000. 22p
Executive Digest no. 68 de junho 2000, edição portuguesa, "Como Criar um Plano de Negócios"
Tiffany, Paul e Peterson, Steven D. Planejamento Estratégico série para Dummies, Editora Campus, 1999. 386p
Business Plan Software
www.businessplansoftware.org

By Lauro

Obrigado por ler esta materia!

lauroprado@pisa.com.br