Make your own free website on Tripod.com
Serie Empresarial

Home

Serie Empresarial
LJP E-Zine


A e-Zine sobre Gestao Empresarial

CV

03 de Janeiro de 2001
Lauro Jorge do Prado

O bom planejamento é crucial para o sucesso de qualquer empresa, porém para as empresas da nova economia deve ter um tratamento especial. Afinal está mais que na hora destas empresa darem retorno ao capital investido.

A maioria do gestores argumentam que é muito difícil planejar a longo prazo em empresas de alta tecnologia, onde tudo muda rápido e de forma radical. Porém o que eu tenho a dizer é que a forma de planejar tem que ser diferente, ou melhor ainda, devemos ter o máximo de cuidado ao focar o planejamento, pois a tecnologia é um meio para atingir a meta, portanto tem que estar baseado em uma visão e um missão muito clara do que é o seu negócio, a tecnologia deve ser vista como uma ferramenta à disposição do seu negócio. E a missão principal das empresas é a criação de valor.

O que estou dizendo pode parecer obvio, mas muitas empresas baseadas na internet não levaram este conceito a risca e hoje estão buscando uma forma de retornar ao trilho, estão redefinindo o que é o seu negócio e estão buscando profissionais da velha economia para desempenhar este papel

Em uma economia onde a principal força motora são as idéias, devemos também focar fortemente o planejamento para a administração intelectual e para a organização da aprendizagem. Esta é a matéria prima das empresas baseada na internet, assim como na velha economia a principal matéria prima tem que ter um destaque estratégico.

Outro ponto que devemos nos atentar é o que chamamos de curva de aprendizagem. O aprendizado do novo negócio não dura para sempre, embora seja dinâmico e o aprendizado ser constante, o gestor da nova economia deve estabelecer metas, etapas, prazos que delimitem e identifiquem o progresso e o sucesso do negócio. O cliente não vai ficar esperando que seu negócio se ajuste, ele certamente irá buscar outra empresa que lhe proporcione o objeto de seu desejo de forma rápida e plena.

O negócio não deve estar acima do cliente, pois como na velha economia, aqui o cliente também é rei, o gestor deve assegurar que o modelo de gestão se resume em torno de servir o cliente, e o mais importante, que o cliente é o adicionador de valor ao seu negócio.

Resumindo, as habilidades da velha economia deve ser levada em consideração na hora de administrar a nova economia. O que conta é a capacidade de antecipação, de discernimento que se tem sobre a cultura de uma empresa, do seu negócio, dos seus clientes e fornecedores. Vai além de um bom planejamento, o que conta é a capacidade de comunicar eficazmente a idéia principal, é se fazer compreender entre seus pares e de transformar isto em valor.

.By LJP

Obrigado por ler esta materia!

lauroprado@pisa.com.br

image29.gif